Menu

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Resenha: As crônicas da terra do lago

As Crônicas da Terra do Lago
Autora: Iracy Araujo
Ano: 2011
Editora: Novo Século
Onde Comprar:
Classificação: ( 3/5 )

Sinopse: Quíron, o primeiro-ministro, mantém o reino da Terra do Lago em equilíbrio e prosperidade. Rei Darel está feliz com o nascimento da princesa Diana, sua única ­filha e herdeira. As sombras do exército de Magnus, o impiedoso, avançam sorrateiramente sobre a cidade conquistada pelas mãos do sanguinário invasor. Na calada da noite, Quíron consegue fugir do castelo com sua fi­lha Selene e a pequena Diana, salvando a princesa da morte certa. Conseguirá o fi­el ministro mantê-la a salvo da tirania de Magnus?

Após prever a morte de parto da rainha Yllana, Quíron o primeiro ministro é expulso por Darel, rei da Terra do Lago. Após um tempo e ao dar a luz á princesa Diana a rainha falece. A profecia se cumpre. Em meio a esse momento difícil Darel perdoa o amigo Quíron, e ele volta ao castelo. Mais tarde quando Magnus quer invadir o reino, o rei confia a Quíron a missão de proteger a princesa e levá-la para longe dos inimigos, haja o que houvesse Diana teria de ficar a salvo, é a última esperança do povo e da dinastia dos D´Reins. Juntamente a sua filha Selene, Quíron parte numa aventura que mudaria o curso de sua vida para sempre. Enquanto vivia na floresta Selene conhece Gabriel, o último mago de um reino mágico, Avenir, ele lhe revela que ela tem o dom da magia e lhe pede para que largue tudo e vá viver no reino, aperfeiçoando seus poderes para mais tarde ser a Senhora de Avenir e proteger a princesa Diana da constante ameaça do tirano Magnus.

As crônicas da terra do lago tinha tudo para ser excelente. Um enredo que mescla magia, aventura com ares medievais, uma história que contava com elementos fortes que prometiam uma boa trama, como um tirano sangrento, uma princesa que é a última esperança de um povo oprimido, uma maga, a promessa do amanhã. Mas não, se por um lado a proposta é muito boa, o desenvolvimento do livro é ruim. Descrição, diálogos, personagens, capítulos rasos e superficiais. Isso me entristeceu demais. O livro de pouco mais de 140 páginas realmente tinha potencial, que foi todo desperdiçado. A autora correu com a história a todo momento, não deu ênfase merecida a nenhuma parte e no fim não consegui me ligar a nenhum personagem. Muita coisa ficou no ar, sem resposta, apenas pincelado na trama, uma pena pois poderia ter incrementado em muito a história. Se Iracy tivesse aproveitado essas deixas, o poder de Selene por exemplo, a rivalidade entre os reinos de Darel e Magnus, as lutas, o reino de Avenir, a princesa Diana o resultado final seria diferente e bem mais interessante.

Faltou profundidade, maiores explicações, detalhes umas 100 páginas a mais seriam bem vindas. Uma coisa que me incomodou foi que quando Selene começa seus treinamentos em Avenir, tudo vai ficando bom se passam 10 anos. Não ficamos sabendo de nada sobre esse período, Selene agora Senhora de Avenir que era para ser uma grande maga e guerreira continua a mesma criança imatura que chegou tempos atrás. O tempo passa e os personagens continuam os mesmos psicologicamente, estranho. A princesa Diana foi uma mera coadjuvantemente, mal sabemos dela. Quíron, o " primeiro ministro " da capa do livro teve um papel importante porém também ficou em segundo plano. A governanta Madelaine e o mago Gabriel que me lembrou levemente Dumbledore chamaram minha atenção porém também faltou profundidade neles. A magia que imaginei estar fortemente presente no livro foi mal abordada, o que foi introduzido sobre a sociedade de magia, os reinos e afins me deixou ansiosa por um aprofundamento maior que não veio.

Faltou algo, um maior fervor, não sei ao certo. Só sei que esperava mais do livro. Ficou uma sensação de que ele é a introdução de uma história maior, apenas um capítulo, os personagens e todo o resto desvendaremos a seguir. Só lamento. Também não entendi o porque de Avenir ter de proteger tanto o reino de Darel. As crônicas da terra do lago é um bom livro, com um enredo que tinha tudo para ser fenomenal só que infelizmente foi muito mal desenvolvido, faltou maior atenção aos detalhes,  uma incrementada para que a história ficasse perfeita. Uma pena, pois tinha potencial. 

3 comentários:

  1. MEU DEUS , PRECISO LER ESSE LIIIVRO , quando eu li Quíron lembrei do livro Ladrão de raios hsuahs


    http://simplesmenteassimj.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi florzinha!
    Uma pena que o livro tenha deixado tanto a desejar pra você, mas entendo que ele tenha te decepcionado por você ter achado a hisória corrida e rasa.
    Sempre vejo comentários muito positivos sobre o livro, então acredito que ele tenha uma boa história e um bom potencial, como você disse!
    Beijos!
    P.S: Não suma!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Gih, não sabe quanto eu fico triste quando eu leio uma excelente sinopse do livro e que acredito ser então o livro ótimo e aí descubro que não foi bem desenvolvido! É uma pena! Eu fico com vontade de reescrever o livro com a mesma história! Hahah

    ResponderExcluir