Menu

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Resenha: Bela Maldade

Autora: Rebecca James
Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Classificação: (5/5)

Sinopse: Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...


Digam-me, bookaholics: não é maravilhoso esse sentimento inexplicável e inominável que temos quando terminamos de ler um ótimo livro? Sim! É simplesmente sensacional sentir isso que estou sentindo agora, pois estou fazendo essa resenha minutos depois que terminei de ler Bela Maldade. Portanto, caso encontrem aqui uma empolgação exacerbada, saibam que ela é proveniente desse sentimento de entorpecimento que sinto após ler a última página de um livro que eu adorei. 

Bela Maldade é um thriller psicológico genialmente construído por Rebecca James, pois ele nos faz sentir frio na barriga a todo momento, e nos faz ficar nervosos e com os nervos à flor da pele, temendo pelos personagens que a autora nos faz amar tão facilmente. A narrativa do livro tem um diferencial: é narrada em 1ª pessoa, mas encontramos capítulos em que podemos ler o relato da protagonista, Katherine (ou Katie), tanto no passado, como no presente e também no futuro. 

Na narrativa ambientada no passado, Katie conta como era a vida com sua irmã mais nova, Rachel. E também todas as circunstâncias que levaram ao horrível assassinato de sua irmã. No presente, vemos uma garota de 17 anos lutando para superar a tragédia que assolou sua família e que ela tanto se culpa. É quando ela encontra uma nova amiga, chamada Alice que, no começo, Katherine acha que é uma ótima pessoa e que está ajudando-a a superar a tragédia. Nos capítulos que mostram o futuro, Katherine conta como está superando todos os acontecimentos horríveis que ocorrem à ela desde que conheceu Alice.

Bela Maldade não é um livro para se ler quando você está afim de entretenimento. Pelo contrário, esse é um livro pesado, sombrio e cheio de drama. Acho que talvez seja isso que faça desse livro uma ótima leitura, aos meus olhos. Acompanhar a dor de Katherine por ter perdido sua irmã da maneira que tudo ocorreu é simplesmente emocionante. Os capítulos que narram a época do assassinato de Rachel são os mais difíceis de serem lidos, pois você sabe que está prestes a acontecer uma tragédia ali. Aliás, por conta dos capítulos ambientados no futuro intercalarem-se com a história no presente, você também sabe que está prestes a acontecer uma nova tragédia na vida de Katherine, mas, mesmo assim, você torce que no final dê tudo certo e enche-se de falsas esperanças, pois na verdade tem certeza de houve sim uma nova tragédia e mais dor para Katherine.

O final do livro é simplesmente espetacular! No clímax acontece uma revelação que, pra mim, foi surpreendente e me pegou totalmente de surpresa. Revelação essa que explica toda a trama. E nesse final mora um perigo: o perigo de quase entender a mente de uma pessoa psicopata, o perigo de quase compreender o porquê uma pessoa é capaz de ser tão má. Mas vejam bem, eu disse "quase". Pois, no final das contas, todos temos uma escolha e se por acaso escolhemos o caminho do mal, não podemos culpar nossa criação, nossa família ou o que quer que seja, senão a nós mesmos. E acho que essa é lição final desse livro que, mesmo depois de tudo isso, ainda é capaz de nos apresentar o encanto do perdão e a redescoberta do amor.


Resenha de: Priscilla Duhau

3 comentários:

  1. Linda resenha, adorei! Desde que li as primeiras resenhas deste livro, tenho bastante curiosidade de lê-lo. Seu comentário sobre o final - que foi espetacular e que explica melhor as coisas - me deixou ainda mais na pilha p/ ler o livro!

    bjão,

    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito desse livro e também fiquei surpresa com a revelação do final e muito triste também, como você disse, já dava para imaginar que outra coisa ruim aconteceria na vida da Katherine e mesmo assim eu torcia para que não acontecesse...

    ResponderExcluir
  3. Eu li esse livro e chorei MUITO no final. É como se eu fosse a Katherine e tivesse acontecido toda essa "tragédia". Amei esse livro e achei muito legal o jeito que foi escrito e por ter deixado até final aquele misteriosinho de o porquê de Alice ser assim com Katherine.

    ResponderExcluir