Menu

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Cantinho da Dani: Resenha - O Apanhador no Campo de Centeio


  • Título: O Apanhador No Campo de Centeio 
  • Autor: J.D. Salinger
  • Editora: Editora do Autor
  • Número de páginas: 207
  • Ano: 1951
  • Onde comprar: Submarino/ Saraiva
  • Classificação: (5/5)

  • Sinopse:  Um garoto americano de 16 anos relata com suas próprias palavras as experiências que ele atravessa durante os tempos de escola e, depois, revela tudo o que se passa em sua cabeça. Saiba o que um adolescente pensa sobre seus pais, professores e amigos.

  •   Hoje faz dois anos que J. D. Salinger faleceu, e por isso pensei em postar a resenha desse livro que é de sua autoria, O Apanhador no Campo de Centeio. Um livro considerado um clássico por marcar uma geração, inova (na época) ao colocar o adolescente como um ser que tem condições de pensar, se expressar e ter suas razões; coloca a adolescência como uma fase importante da vida do ser humano, e não apenas uma fase de transição. Um livro que já ouvi falar bem dele e recebi algumas recomendações, mas que nunca tinha tomado iniciativa de ler. Porém eu deveria ter lido esse livro antes, é realmente bom!

  O livro conta a história de Holden, de apenas 16 anos e é narrado em primeira pessoa em uma linguagem coloquial. Coloquial até demais, muitas gírias, tudo muito próprio de um garoto de 16 anos; algumas expressões são repetidas o tempo todo como “ou coisa que valha” e “no duro”. Isso me deixou um pouco incomodada, mas logo me acostumei e confesso que foi essencial para criar a naturalidade do livro. O texto é bem humorado, com muita ironia, do jeito que gosto!
  
  Holden é um típico adolescente, às vezes bem maduro que eu pensava ter uns 20 e poucos anos, e em outros momentos imaturo demais, como um moleque de 12 anos. Um adolescente perdido no mundo buscando a sua identidade e onde se encaixa melhor na sociedade.  Foi expulso do colégio interno em que estudava (ou melhor, no qual não estudava), algo que já era quase normal. Não gostava do colégio, e nem da turma. Na verdade, gostava um pouco, mas não concordava com a visão e as atitudes fúteis deles. Já que tinha sido expulso, resolveu ir embora logo do colégio. Mas não queria voltar para casa e ter que encarar a realidade.

  No início não gostei de Holden não. Mas em poucas páginas já gostei. Em um primeiro momento ele me parecia um imbecil mimado. Mas depois fui descobrindo que ele tinha um conteúdo. Ele apenas não conseguia se adaptar à sociedade. Holden analisa a sociedade como um todo e não consegue concordar com determinados comportamentos humanos, gerando nele uma revolta. Revolta de adolescente.
  
  Já em Nova York não foi para casa. Andou errante pelas ruas e bares, reencontrou uma ex-namorada, um velho colega e um antigo professor. Sempre se metendo em frias e observando os costumes ao seu redor.Reencontrou também a sua irmã, Phoebe, de 10 anos. Fiquei apaixonada por ela, adoro crianças. E ele é tão cuidadoso com ela, gosta tanto dela, que fiquei encantada. Holden descreve Phoebe com tanta pureza e inocência, e ao mesmo tempo como muito esperta e inteligente; descrições dignas de uma criança.

  Sou tão bobinha que fiquei esperando um campo de centeio até quase o final do livro, até que entendi o verdadeiro sentido do título (inspirado num poema de Robert Burns) e achei super criativo. Acho tão difícil colocar títulos, até mesmo nas antigas redações, que fico impressionada com certos autores que conseguem colocam títulos tão criativos e condizentes nos livros.

  Enfim, leiam! Vale a pena, é um livro muito bom. Agora deixem aqui seu comentário! Não é preciso ter blog, o e-mail já basta! E aproveitem para seguir o blog, é só apertar participar aqui do lado direito!

7 comentários:

  1. Danii!
    ME interessei pelo livro hein!?
    Realmente parece ser bem legal
    Vou colocá-lo na minha lista de livros a serem lidos hohoohohohhoh
    Curti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fer é muito legal! Pode colocar na sua lista porque você vai adorar! E vai ler num instantinho porque a leitura é deliciosa!
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Dani!
    Li esse livro há um tempo e gostei muito também!
    A Phoebe é encantadora, impossível não se apaixonar por ela!
    Também me surpreendo com esses títulos criativos ^^
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aione!! Realmente é um livro encantador com um título super criativo, rsrs!
      Beijos

      Excluir
  3. Dani, boa resenha, parece ser daqueles livros que se começa a ler e não para mais. Vai para minha lista de futuros xD
    Ah e lembra? Peguei O morro dos ventos uivantes para ler. Temporada de leitura aberta!!!
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Dani, vc recomendaria este livro para uma menina de 12/13 anos? Obrigada, Suzy

    ResponderExcluir