Menu

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Resenha: Água para elefantes

Autor: Sara Gruen
Editora: Sextante
Ano: 2007-2011
Onde comprar: Submarino / Saraiva
Classificação: (3/5)

SinopseDesde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.



Por muito tempo ignorei o livro. Vi  no submarino e no skoob mas nem me dava o trabalho de ler sobre. Pensava ser um guia sobre o filme e o título não me parecia nem um pouco convidativo:"Água para elefantes". Foi quando li a sinopse por acaso e então veio a surpresa: fui fisgada pela história. Passado,circo,drama,amor,arte! Algumas das coisas que sempre torço para encontrar em um livro e raramente encontro.Preciso comprar! Preciso agora! Esses pensamentos me perseguiram. Água para elefantes agiu como uma droga em mim, me fazendo querer saber e ter mais dele, eu logo soube que  toparia tudo para ter a obra na minha estante,e no outro dia estava fechando a compra.

O livro surgiu trazendo uma ideia inédita no meio literário. Pouco explorada atualmente: o circo. A autora se inspirou em várias histórias e criou seu livro. Já me cativou daí.
Sara Gruen nos apresenta ao mundo circense americano da década de 1930 em meio a depressão que assolava o país. Conhecemos também Jacob Jankowski um  jovem rapaz  tão assolado e arrasado quanto a América,que acaba de perder os pais e vê a vida segura,planejada, fácil em que vivia escorrer por suas mãos. Sem rumo, sem eira nem beira, por acaso ele vai parar no rumo do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra, literalmente. Jacob era estudante de veterinária, quase formado, é o que o salva de ser expulso do circo onde é admitido para cuidar dos animais. Nessa nova vida ele descobre o amor, a dureza que ela pode ser, compartilha segredos, conhece pessoas que nunca conheceria de outra forma que acabam mudando seu destino: como o  rabugento anão Kinko e sua cadela Queenie, os funcionários simples do Esquadrão voador,o odioso dono do circo Tio Al, o misterioso August e sua  bela e proibida mulher: Marlena e a principal: a elefanta Rosie. E sua fofura. Convivemos também com esse mesmo Jacob Jankowski já na velhice, vivendo numa casa de repouso, amargurado, se sentindo um estorvo para a família, ranzinza, nos contando pedaços da sua história, de sua juventude em meio ao mágico universo circense e seus males e segredos.

 Achei o enredo diferente, ousado, com um ar misterioso, a narrativa contribuiu para isso, é igualmente ousada. O velho Jacob vai nos contando pedaços de sua vida e vamos mergulhando cada vez mais no seu passado ao mesmo tempo que revivemos tudo com o inexperiente Jacob menino,sempre com doses de humor, as cenas dele brigando com outros velhinhos e com enfermeiras foram hilárias gostei da suavidade que autora deu a trama com isso.

Os personagens em sua maioria são fortes, rudes,  cheios de dilemas e segredos. O jacob jovem é um menino recém saído da adolescência, confuso, que as vezes parece perdido em meio ao circo.Tio Al que era para ser o carrasco da história para mim foi mais um coadjuvantemente é August assume o cargo. Ele e Marlena são o suspense do livro, não revelam suas intenções, nem seus pensamentos e desejos até o fim da história. Ele ora doce, ora violento, e ela que não se abre, deixando uma interrogação no ar, eu não soube dizer quem era ela. O romance proibido entre Jacob e Marlena é bonito mas bem estranho também, é mais mental do que real, passam mais tempo fugindo um do outro e insinuando sem convicção que estão interessados do que realmente juntos, é tudo muito repentino e superficial,mas algumas coisas salvaram (que não vou falar o que é, não conto spoiller) e acho que me deixaram dividida se gostei ou não do relacionamento deles. Enfim...

O foco é mais os bastidores do circo, onde tudo acontece, os maus tratos tanto aos animais quanto aos funcionários, a vida perigosa e sofrida que se leva nesse meio, as situações e etc. Isso me decepcionou um pouco, eu esperava que Água para elefantes transbordasse o circo grandioso que idealizamos. A linguagem por vezes é chula, mas no contexto do livro se encaixou. Pois o ambiente circense retratado não é nem um pouco educado, os homens que trabalham lá são simples, sem instrução então palavrões e afins são até perdoáveis. Tirando o que já citei, eu gostei da leitura e da história. Amo História, livros antigos e não foram alguns pontos negativos que deixaram que Água para elefantes não me encantasse.

(Desculpem a resenha enorme, é que não consigo me controlar!)

4 comentários:

  1. Eu quero muito ler esse livro, principalmente porque quero ver o filme e, pra isso, prefiro ler primeiro.
    É incrível como tem alguns livros que fisgam mesmo a gente, a ponto de a gente não sossegar enquanto não o tiver em mãos e lido.
    E compreendo totalmente a incapacidade de se controlar escrevendo hehe!
    Bom, diria que praticamente tudo tem lados negativos, não é? E se mesmo com a existência deles, a história não perde seu encanto aos nossos olhos, é o que vale!
    Espero poder lê-lo logo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ah, e acabei de ver aqui!
    Meu banner, quando coloquei o código no blog, estava com um problema que eu não sabia, o link para o blog estava correto, mas a imagem não!
    Acabei de ver aqui que você está com a imagem antiga, você poderia trocar por favor?
    Essa imagem é de um outro blog, é sacanagem usar banner alheio hehe!
    Foi um amigo que me passou o código, quando eu não sabia fazer isso, e eu achei que tivesse arrumado a imagem, mas não arrumei =/
    Enfim, se puder trocar, por favor, agradeço ^^
    E se quiser pode apagar o comentário depois, porque ele não tem nada a ver com o post hehe!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Bom, eu vi esse livro em muito sites, pensei em comprar, mas sempre fiquei em dúvida se compraria ou não. Acho que vou comprar sim, li a resenha, que ficou ótima e fiquei curiosa. Ainda não assisti o filme, já que prefiro ler o livro antes de assistir o filme.

    Beijos.
    wakeupthe-world.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Geovanna! Estou ansiosa para ler Água Para Elefantes! Beijos!

    ResponderExcluir