Menu

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Resenha: Os 13 porquês

Autor: Jay Asher

Editora: Ática
Ano: 
2009
Páginas:
 244

Onde comprar: Compare no buscapé

Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.



Oi gente, tudo bem com vocês?
Hoje eu vou falar sobre um livro que mexeu muito comigo: Os 13 porquês. Uma leitura dura, tem uma história complexa, que machuca o leitor da mesma forma que machuca os personagens, e este foi um dos motivos dessa resenha ser complicada de fazer, pela temática forte do livro. Mesmo agora, um tempo depois de terminar de lê-lo, não consigo entender exatamente que sentimentos foram causados em mim, não digo que ele foi ruim, ele certamente que não, mas foi difícil ler. O autor aborda suicídio, bullying e solidão, temas que sozinhos já são densos e juntos transformaram esse livro em um livro marcante que as escolas deveriam indicar para paradidáticos.

O livro conta a história da Hannah, que depois de sofrer muito na escola e na vida em geral, toma a decisão de se matar, mas antes disso ela grava 7 fitas k-7 com 13 histórias, ou os 13 motivos de ela ter tomado essa decisão, essas fitas devem ser repassadas para a pessoa responsável pelo motivo seguinte ao de quem está ouvindo as fitas.  Os personagens principais, são Clay, o cara legal da escola, que não vai muito a festas e recebe o pacote com as fitas e não entende qual motivo de ele recebe-las e  Hannah, a garota das fitas gravadas, além de cada um dos participantes das mesmas. O livro é narrado intercalado entre os dois, ela através das gravações das fitas e ele mostrando suas reações ao que está ouvindo.

Os motivos que a Hannah se justifica para ter tomado essa atitude são complicados, mas vejo que ela também foi egoísta. Egoísta por ter se matado sem pensar no que as outras pessoas podiam sentir com isso, por não ter procurado ajuda, ajuda de verdade. Entendo que as vezes os motivos dela realmente eram grandes motivos para ela, e como ela diz durante as gravações, todos foram uma grande bola de neve que foi aumentando, mas eu ainda continuo pensando o mesmo que o Clay. Porque ela não pediu ajuda?.

Sem me prolongar muito deixa minha opinião, apesar de tudo, do tema, do drama e tudo, eu recomendo muito esse livro, pois a partir dele eu comecei a ver as coisas de outra forma. Ele mostra que as vezes coisas pequenas que fazemos, atitudes que tomamos, coisas que deixamos de falar ou falamos sem pensar, e no momento nem damos importância, podem afetar outras pessoas profundamente. Por causa do livro agora percebo como tudo é bem ligado, sabe? E com certeza considero essa leitura muito especial. No fim, o autor responde algumas perguntas sobre o livro, o que eu achei bem legal, pois deixa ele mais próximo dos leitores, ele fala coisas como quando ele teve a ideia, em quem se inspirou e essas coisas. Livro recomendado.


Resenha de: Daia Miranda

10 comentários:

  1. Já tem um tempo que quero ler esse livro, desde que me indicaram.
    A história parece ser realmente interessante e diferente.
    Gostei de saber que o livro a fez ver as coisas de forma diferente, acho isso muito legal, quando o livro passa uma mensagem ao leitor que o faz analisar mais as coisas.
    Ótima resenha.

    Andresa
    Leituras&Fofuras
    http://leiturasefofuras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom, só que a história é realmente forte. Me deixou pensando por varios dias ...

      Obrigada e leia sim é muito construtivo.

      Bjs

      Excluir
  2. Nossa, esse livro parece interessante. Já tinha ouvido falar nele, mas sua resenha foi bem esclarecedora. Enfim, passando para informar que tem TAGs para você lá no blog. Espero que goste!
    Então é isso, beijocas e até mais :)

    http://conformealetra.blogspot.com.br/2013/08/novas-tags.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem legal..

      Brigado :D

      Bjs

      Excluir
  3. Oi Geovana, oi Daia, tudo bem?

    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, a forma como ele parece tocar e envolver o leitor, fora o fato de que ele é profundo, um tema como esses não é fácil de abordar, ainda mais em uma linguagem jovem e real, né?
    Preciso lê-lo logo!

    Beijos, Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie :D

      Axo que o que marca mais é a própria Hannah contando tudo .. axo que foi o que mais me marcou....

      Leia sim que você vai gostar :D

      Beijos

      Excluir
  4. Olá Daiane,

    Não conhecia o livro. Sua resenha me deixou bastante curioso. Parece ser uma leitura mais densa e reflexiva. O tema me lembrou de A Lista Negra. Enfim, irei conferir.

    Abraços

    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a história é bem complexa, e é bem o estilo de A Lista Negra... minha opinião ... Mas leia o livro e me conte o que acha :D

      Bjs

      Excluir
  5. Acabo de ler este livro e estou no mesmo estado de confusão da Daia. Já o conheci há tempos, mas só quando adquiri o e-book comecei a lê-lo. De cara já me pegou. Eu queria saber o que aconteceria, quais eram os 13 porquês, tudo. Estava tudo muito bom, muito interessante, só que acabou me chateando e só.

    ResponderExcluir
  6. Uau. Não conhecia esse livro, mas só a sua resenha já me deu uma balançada.
    Fiquei com muita vontade de ler.
    Mesmo com a parte da dor dos personagens, parece ser muito bom.
    Já vai pra minha lista de próximos livros.

    Beijinhos, Isa.

    Heart of Sunday
    Facebook

    ResponderExcluir