Menu

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Especial dia dos namorados: as curiosas pontes do cadeado e sua origem literária!



Já ouviu falar nas Pontes do cadeado? Elas estão em vários lugares do mundo, como a base da torre de Seul, na Coreia do Sul; a escadaria da Montanha Amarela, na China; e as pontes Luzhkov, em Moscou; Hohenzollern, em Colônia (Alemanha); Vecchio, em Florença mas a tradição começou em Roma, Itália. É lá que está a ponte mais famosa, onde os apaixonados vem dos quatro do mundo para prender seu cadeado, jogando fora a chave para eternizar seu amor! E tem uma explicação para isso! A ideia foi inspirada no livro Sou louco por você, continuação de Três metros acima do céu do italiano Frederico Moccia, autor de outros livros como Desculpa se te chamo de amor! Você sabia disso? Já resenhei o primeiro livro aqui no blog e só tenho a recomendar! 

No livro Step e Gin vão até uma ponte histórica, Milvio prender seu cadeado simbolizando seu amor. A história foi para o cinema e ai popularizou a tradição, a moda pegou. Quem visita a europa, encontra na Itália, em Paris (Pont des Arts) e diversos lugares as pontes, totalmente lotadas de cadeados de namorados do mundo inteiro! É uma confusão de formas e cores ornando cada centímetro das construções! Mas nem tudo são flores, são tantos cadeados, tantos casais dispostos a deixar sua marca nas pontes que as grades e lampiões não estão aguentando o peso, alguns até quebraram! Diante disso as autoridades parisienses chegaram a ordenar a retirada dos objetos incentivando os namorados a exibir suas mensagens em paineis eletrônicos pela cidade!


A tradição atrai todos os anos milhares de visitantes famosos e anônimos as pontes já fazem parte de roteiros turísticos e já foi palco de inúmeros pedidos de casamento! É a cultura do amor! Resta saber se a prática tem surtido efeito e mantido os pombinhos juntos! Se sim, é certo que milhares de casais estão felizes pelos quatro cantos do mundo!


Três Metros Acima do CéuLi Três metros acima do céu em 2010 e constatei que todo o alvoroço causado pelo livro e o autor é justificado. A história é jovem, tipicamente italiana e linda! Devia ser mais conhecido no Brasil! A história de Step, Babi, Gin é e foi uma verdadeira febre nos anos 90/2000. Na Itália os adolescentes chegavam a imprimir o livro que ia de mão em mão causados suspiros, inspirando namorados! Mais tarde foi para os cinemas, adaptando o primeiro e o segundo filme, ano passado saiu uma nova versão espanhola " Sou louco por você



 Cenas de Três metros acima do céu / Trailer Sou louco por você




Gostaram? Sabiam dessa curiosidade? É legal quando os livros acabam influenciando o mundo além das páginas não acham? COMENTEM! A participação é muito importante!

12 comentários:

  1. Oi!
    Poxa, não sabia sobre as pontes do cadeado, talvez até já tenha ouvido falarem, mas é a primeira vez que leio a história. Que ótimo que foi um livro que inspirou as pessoas.
    Ainda não li nenhum livro do Frederico Moccia, mas tenho muita vontade.

    Beijos

    glowofthemoonlight

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro que li do autor eu adorei! Acho que vale a pena, é um romance, um romance italiano, tem personalidade! kk

      Excluir
  2. Oi Gê,
    Faz tempo que sei sobre a prática dos cadeados, mas não fazia nem IDEIA que tinha se originado por este livro do Moccia, achei isso super interessante. Imaginava que era algo mais antigo, de décadas atrás, por exemplo. haha Fiquei contagiada para ler algo do autor e acho que o Sou Louco por Você é uma ótima forma de começar.
    Beijão, lindona!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei MUITO legal o fato da literatura estar inspirando praças, pontes, ideias em geral! Olha, faz um tempinho que li Três metros acima do céu e ameeeei! Recomendo, só tenho um medinho de ler Sou louco por você porque o protagonista acaba namorando outra, que não é a mocinha do primeiro! :s

      Excluir
  3. Bem bacana isso das pontes de cadeados né? Nunca tinha ouvido falar nada parecido ... não que eu me lembre!

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem legal mesmo, legal e romântico! Ai se essa moda pega no Brasil!

      Excluir
  4. Ai que gracinha. <3 Toda vez que eu faço alguma compra na saraiva/submarino/americanas, eu coloco algum livro do federico na lista de compras, mas sempre desisto por que fico com medo de não gostar e tudo mais. Isso por que eu nunca tinha visto ninguém falar sobre nenhum livro dele, aí batia aquela dúvida, mas depois desse post com certeza vou comprar algum. ^^

    Beijão!

    Mari Alencar - http://leitorete.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Mari, mesmo fazendo muito tempo que li Três metros acima do céu eu ainda amo de paixão o livro! Tenho muito carinho, acho que vale a pena, pelo menos o primeiro, que eu li!

      Excluir
  5. Nossa, já tinha ouvido falar da tradição, mas não sabia que vinha do mundo literário. Adorei saber! É realmente ótimo quando os livros rompem fronteiras do real/irreal :)
    Acho super legal essa ideia *-* Quem sabe um dia não coloco um cadeado em alguma dessas pontes hahaha

    Beijo
    Mariana | Sem querer me intrometer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente concordo! Essa moda poderia pegar no Brasil, mas o povo começaria a querer roubar os cadeados! É tão lindo quando ideias como essas saem das páginas e vão para a vida real né! A vida imitando a arte!

      Excluir
  6. A da Itália eu não consegui ver, mas fui na de Paris e concordo são tantos cadeados, fitas e afins q tbm imaginei q uma hora a grade iria cair...rs

    Andy_Mon Petit Poison

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser bonita e estranha a sensação! Eu pensaria: " Ai meu Deus é agora que o amor me afunda!!! " kkk

      Excluir