Menu

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Resenha: A sombra do vento

A Sombra do VentoAutor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de Letras
Ano: 2007
Classificação: ( 5/5) ♥


Sinopse: A Sombra do Vento é uma narrativa de ritmo eletrizante, escrita em uma prosa ora poética, ora irônica. O enredo mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela gótica de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo. Tudo começa em Barcelona, em 1945. Daniel Sempere está completando 11 anos. Ao ver o filho triste por não conseguir mais se lembrar do rosto da mãe já morta, seu pai lhe dá um presente inesquecível: em uma madrugada fantasmagórica, leva-o a um misterioso lugar no coração do centro histórico da cidade, o Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar, conhecido de poucos barceloneses, é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera de que alguém as descubra. É lá que Daniel encontra um exemplar de "A Sombra do Vento", do também barcelonês Julián Carax. O livro desperta no jovem um enorme fascínio por aquele autor desconhecido e sua obra. Obcecado, Daniel começa então uma busca pelos outros livros de Carax e, para sua surpresa, descobre que alguém vem queimando sistematicamente todos os exemplares de todos os livros que o autor já escreveu. Na verdade, o exemplar que Daniel tem em mãos pode ser o último existente. E ele logo irá entender que, se não descobrir a verdade sobre Julián Carax, ele e aqueles que ama poderão ter um destino terrível. "


Sou uma caçadora de livros. Leitura para mim é quase um ritual sagrado, busco sempre obras primas. Foi com essa promessa que comecei a ler A sombra do vento. No meio da leitura eu me perguntava: Será? Será que é tudo isso que dizem por ai? Pois é isso e muito mais. Superou as expectativas. Há autores que escrevem, há outros que fazem arte usando as palavras. Záfon é um desses, um mestre da escrita. No livro adentramos em um mundo surreal, uma Madri gótica, misteriosa, essa técnica usada é a chamada metaliteratura. O resultado foi surpreendente.

Ainda criança Daniel Sempere vai ao " Cemitério dos livros " junto do pai e escolhe um livro ao acaso, A sombra do vento, o lê, fica curioso para saber sobre o autor Julian Caráx. A partir dai, ao lado do amigo Fermin, ele começa uma busca sobre Júlian, um desafortunado escritor com uma vida problemática sem saber que começava sua maior aventura que mudaria sua vida.  Desvendando segredos e o passado, correndo perigo, adentrando numa história real repleta de intrigas, amor, tristezas mais misteriosa do que qualquer livro do mundo.

A sombra do vento é denso, assombrado, assombroso. Uma experiência única de leitura! A Espanha de Daniel é sombria chegando ao ponto de ser macabra. Me encantei completamente pelo mundo do livro. Parece coberto de uma névoa, como se fosse um terrível, poético e incerto sonho. Demoramos a engatar a leitura pois a história é bem bolada, a desvendamos pouco a pouco, vamos conhecendo Madri da década de 1940 assim como da metade dos anos 1910 e seus dramáticos habitantes.

Com sabedoria o autor criou uma história forte, com pitadas de terror que intriga e prende o leitor até a última letra. Os personagens assim como todo o livro são complexos, problemáticos, dentre eles Julian é o destaque, ofusca todos os outros, marcante. Uma criança indesejada, um filho não amado. Um escritor incompreendido. Mas um homem amado. Vítima das circunstâncias, perseguido por fantasmas do passado. Melancólico,  carrega imensas dores dentro de si ( sempre me apego em personagens assim. ) Fermin, o fiel amigo de Daniel é outro que dá brilho a trama, ao contrário de Júlian ele chega a ser engraçado, com seus comentários irreverentes e sua personalidade própria.

A sombra do vento é uma trama bem construída que une com maestria romance, drama, suspense, terror. Juntamente ao jovem Daniel mergulhamos de cabeça no passado de um misterioso escritor, uma família, de dois amantes da sombria Madri do século XX. Um livro sensível, profundo para quem almeja ler o melhor que o mercado editorial tem a oferecer, um intenso livro que exalta a leitura e nos mostra a força do amor que pode costruir como destruir tudo ao seu redor.

* Espero em breve ler outras obras do autor, é com certeza um de meus autores favoritos. 

2 comentários:

  1. Amei a resenha. E confesso, que antes dessa resenha não queria ler esse livro.
    http://www.blogflordelis.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, legal ouvir isso! Pode apostar no livro é um dos livros mais assombrosos que já li! Perfeito

      Excluir