Menu

domingo, 28 de outubro de 2012

Garota Retrô: Romances Históricos marcantes que li em 2012!

2012 foi e está sendo um ano de fato novo. Muitas mudanças ocorreram em minha vida e tive que adaptar a paixão pela leitura entre elas. Até agora li pouco mais de 20 livros. Para alguns pode ser uma quantia miseravelmente pequena mas isso só tem me feito bem.  Ao prezar a qualidade em vez da quantidade descobri que compensa milhões de vezes mais ler um excelente livro do que qualquer um só pra aumentar a listinha de lidos! E se antes eu já era exigente na hora de escolher minhas leituras, esse novo pensamento só veio reforçar o hábito. Resultado: Li livros que dão um novo sentido a palavra perfeição.

Sou completamente deslumbrada com  dramas, livros vintage, romances históricos. Tenho uma alma velha, que se encanta com histórias que se passam em séculos atrás, época de nossos tataravós,, em um passado que guarda em si grandes amores, histórias, pessoas, tristezas. Nada me fascina mais que literatura histórica. Porém nada me afasta mais que os típicos romances históricos alá banca da esquina, onde há um lorde gostosão, rebelde, conquistador e uma mocinha, linda, inocente e tudo acaba aí. Desde o começo do ano tive a consciencia que leria menos, e então minha missão foi caçar livros que fizessem o pouco ser muito, comecei a buscar obras primas dentre meu gênero favorito: Romances históricos e cá estou para compartilhar algumas lindezas que li e amei!



O chá do amor: Falta um ano para que o jovem casal de namorados, Fiona e Joe, realize seu grande sonho – casar-se e abrir a própria loja de chá. Depois de tantos anos economizando cada centavo, tudo indica que, finalmente, estão próximos do final feliz. Mas o que parecia pouco tempo se transforma em uma eternidade quando uma série de trágicos e dolorosos acontecimentos se interpõe na vida deles, e eles se (...)

Estou sempre falando desse livro e nunca me canso. Lindo. A ambientação magnífica, os personagens emocionantes,   tudo. Um mergulho em Londres, de 1888, Jack Estripador, da Revolução Industrial, dos sindicatos, em meio a miséria uma menina alimenta um sonho e em meios aos tombos da vida vai seguindo-o. Acreditem mesmo o preço salgado, vale cada centavo gasto.

O palácio de inverno:  Geórgui Jachmenev passou a vida inteira se debatendo com essas questões, e agora, prestes a perder o grande amor de sua vida, tenta encontrar uma resposta para elas ao refletir sobre seu percurso num século XX que sempre lhe pareceu longo demais. Seus feitos começaram cedo: aos dezesseis anos, em ação impulsiva e atabalhoada,  o rapaz impediu um atentado contra a vida de ninguém menos que o grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar Nicolau II, que, agradecido, nomeou Geórgui o guarda-costas oficial de seu filho Alexei ( ... )

Adoro história. Adoro o período da Revolução Russa, os Romanov. Encontrei O palácio de inverno por acaso e foi como encontrar água no deserto. O livro adentra nos últimos dias da realeza russa, desvendando o lado humano de personagens reais que de certa forma mudaram o mundo, some ainda romance, drama, intrigas, e a escrita maravilhosa que encanta o leitora a cada página virada e terás esse livro, que mais parece um relato real emocionante que ficção.

O jardim secreto de Eliza: Em 1913, um navio chega à Austrália direto de Londres, trazendo com ele uma menina de quatro anos, absolutamente sozinha, sem um acompanhante adulto sequer. Com ela, apenas uma pequena mala com um livro de contos de fadas. O mistério de quem era a bela garota, que dizia não lembrar seu nome, e de como chegou ao porto, jamais foi desvendado. Em suas memórias ela trazia apenas a imagem de uma mulher que ela chamava de a dama ou a Autora e que dizia que viria buscá-la. Muitos anos depois,Cassandra herda de sua avó Nell uma casa na (...)

O melhor livro do ano, sem dúvidas. Terminei de ler dia 2/10 e ainda hoje o livro está a me assombrar, sei que esse será daqueles que se tornam parte da gente. Não sei explicar como O jardim secreto de Eliza me marcou, me emocionou. Vivi sua história, chorei, sorri por personagens que existem dentro de páginas e em meu coração. Uma trama narrada em vários momentos, na Inglaterra Vitoriana, na Austrália do séc XX, nos dias atuais Um clima sombrio, misterioso e mágico de conto de fadas impera na história. Suspense, obsessão,Eliza, Nell, Rose, mansões exuberantes, jardins e famílias que guardam terríveis segredos, personagens conflituosos, um amor sem limites, tragédias, tudo isso e muito mais torna essa leitura o que é, meu livro favorito de todos. :´) <3

A sombra do ventoDaniel Sempere está completando 11 anos. Ao ver o filho triste por não conseguir mais se lembrar do rosto da mãe já morta, seu pai lhe dá um presente inesquecível: em uma madrugada fantasmagórica, leva-o a um misterioso lugar no coração do centro histórico da cidade, o Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar, conhecido de poucos barceloneses, é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera de que alguém as descubra. É lá que Daniel encontra um exemplar de "A Sombra do Vento"do também barcelonês Julián Carax. ( ...)

 O livro nos leva até a Barcelona sombria pós guerra do início do século XX onde junto ao jovem Daniel, o carismático Fermin vamos desvendando a cidade, seus fantasma e a trágica vida do intrigante Julian Carax. Como O jardim secreto de Eliza, em A sombra do vento tem um ar gótico, mas diferentemente do outro aqui não há contos de fadas, nenhum traço de inocência, o clima é totalmente pesado, fantasmagórico, com pitadas de terror, impressionante. Uma trama nada previsível, um suspense aterrorizador, uma história bonita porém triste sobre um amor intenso que atravessa décadas, um segredo que destrói tudo a sua volta, sobre vidas entrelaçadas, o amor pelos livros, vingança, morte, isso é A sombra do vento.



Espero que tenham gostado das dicas, acreditem, todos os livros eu indico de coração pois os acho valiosos. Não percam a oportunidade de lê-los! Basta abrir suas páginas e ser sugado para seus mundos fascinantes! Beijinhos pessoal!


Esse post faz parte da coluna Garota Retrô! Onde falo sobre livros, filmes e tudo relacionado ao universo antigo, vintage!

4 comentários:

  1. Oi florzinha!
    Prezar a qualidade ao invés da quantidade é ótimo! Tenho lido muito, mas tenho procurado focar naquilo que me interessa.
    Achei legal que O Jardim Secreto de Eliza tenha sido o seu melhor do ano, foi o que mais chamou minha atenção - embora tenha tido curiosidade sobre todos.
    A Sombra do Vento está na minha lista de desejados há tempos!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Fiquei bem curiosa em relação ao Chá do Amor, principalmente pela época em que se passa a história. Já o do Zafón, nem fala, há tempos quero ler os livros dele (já estou com Marina me esperando na fila hehe).

    Bjinhos
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Olhe só como as coisas são: eu estava na internet procurando por um poema que diz "viva por amor, mesmo que as estrelas andem pra trás"... E acabei achando o seu blog e descobrindo que você é muito parecida comigo, eu também adoro ler e ouvir música!

    Amei seu blog, sempre procurei por um blog assim!
    Beijos =)
    @Glendaa_s2
    http://lonellygirls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir