Menu

sexta-feira, 9 de março de 2012

Cantinho da Dani: A Menina Que Não Sabia Ler


Título: A Menina Que Não Sabia Ler
Autor: John Harding
Editora: Leya Brasil
Número de páginas: 288
Ano: 2010
Onde comprar: Submarino/ Saraiva
Classificação: (5/5)

Sinopse: Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo.Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender o irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros – únicos companheiros e confidentes – antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?


  A Menina Que Não Sabia Ler conta a história da pequena órfã Florence que, junto a seu irmão menor Giles, mora em uma mansão na fazenda sendo sustentada e negligenciada por seu tio e tutor, o qual ela desconhece, nunca fora, ao menos, fazer-lhes uma visita. Florence e seu irmão ficam, portanto, aos cuidados dos empregados na enorme e sombria casa.

  Florence é impedida de aprender a ler por seu tio, pois este havia se decepcionado por uma mulher que era muito culta e o abandonou. Enquanto Giles aprende a ler e escrever, Florence é orientada a bordar. Contudo, Florence é uma menina muito ativa e bordar não é do seu interesse. Um dia quando estava brincando com seu irmão descobre o que tem atrás de uma porta proibida: uma grande biblioteca. Sozinha Florence aprende ler e escrever, escondida lê os vários livros da biblioteca.

  Giles é mandado para um colégio interno em Nova Iorque; Florence se sente, pois, muito triste e sozinha, mas terá a companhia de um novo amigo, Theo Van Hoosier que é seu vizinho.

  Florence é uma garota muito esperta, simpática até certo ponto, ama exageradamente seu irmão, e dá uma super pena dela pois não tem ninguém que se preocupe com ela. Afastada da sociedade, Florence vê nos livros o único modo de conhecer o mundo exterior, sendo neles também onde pode se esconder da realidade.

  Giles não consegue se adaptar muito bem ao colégio, então após um semestre volta para casa. Uma preceptora é contratada para instruir Giles. A primeira preceptora tem uma curta passagem no livro. A segunda, sra. Taylor, dará muito trabalho para Florence. Ou o contrário.

  A leitura é bastante agradável, daqueles livros que você não quer parar de ler até acabar. É tão envolvente, mas tão envolvente que vou contar um segredo. Eu fiz uma coisa horrível. Horrorosa. Muito, muito feia. Mas me poupem, por favor, foi a primeira vez que fiz isso e será a última, prometo! E deixo bem claro para não fazer isso em casa. Eu estava na metade do livro, já estava muito tarde e eu necessitava saber o final. Aah, que vergonha! Acanhadamente confesso que li o spoiler do livro! Foi mais forte do que eu, não deu para segurar! Eu repito, não façam isso!!! Foi a pior coisa que eu fiz. Mas não consegui me controlar!

  Mesmo eu tendo rateado muito, isso não me impediu de gostar do livro. Uma história diferente, um livro cheio de mistério, suspense, segredos. E é muito legal como o autor coloca os fatos, ele não os conta, mas dá todas as dicas de forma que, involuntariamente, se entende tudo o que por trás, tudo o que ele não disse expressamente. Florence não entendia esses fatos e a vontade de tirar ela do livro e dizer que ela estava errada ou que ela deveria prestar mais atenção é enorme.

  O título original é Florence and Giles, e a alteração para A Menina Que Não Sabia Ler trouxe uma pequena polêmica, já que ela apenas não sabia ler no primeiro capítulo, sendo que depois ela é uma leitora mais compulsiva que todos nós juntos. Mas eu entendo que há muito mais por trás desse título. Há uma extensão nesse pensamento. Arraigada aos livros, Florence não sabe ler a realidade, não sabe diferenciar o que está ali escrito da pura imaginação.

  Outro ponto polêmico do livro é o final. O final é para muitos um motivo de grande revolta, inclusive para mim em um primeiro momento; mas, analisando bem, é totalmente compreensivo e é o que se encaixa melhor no contexto. Não teria sentido se fosse diferente. Está tudo entrelaçado, cada detalhe, não dava para ser outro o final.

  Recomendo muitíssimo. Só não recomendo que leiam o spoiler. Com isso aprendi uma lição, hahaha. Estou rindo mas o recado é sério, ok?

Dani Côrtes

12 comentários:

  1. Dani, nunca ninguém me deixou com tanta vontade de ler esse livro quanto você.
    Caramba, fiquei morrendo de curiosidade pra saber o que você tanto não aguentou esperar!
    Outra coisa que adoro é essa questão de algo ficar subentendido, não explícito...Isso é tão sedutor pra mim, no sentido de me atrair pro livro!
    Também adorei a extensão do significado do título em português e que ele não seja algo literal!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aione, obrigada pelo comentário! Eu também adoro livros que não subestimam a nossa inteligência, montando uma história sem colocar diretamente os fatos, deixando-os claramente subentendidos!
      Beijos

      Excluir
  2. Concordo com a Aione Simões, nunca fiquei com tanta vontade de ler esse livro como após ler a sua resenha! Excelente! Parabéns pelo blog lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário e pelo elogio concernente à Geovanna sobre o blog, rsrs. Agora é ler o livro!

      Excluir
  3. Faz tempo que quero ler esse livro mas sempre deixo para comprar depois,mas a sua resenha me deixou muito curiosa.

    ResponderExcluir
  4. Eu fui a única que ficou na dúvida se a garota inventou tudo ou se era realmente verdade? rs'
    Beijos
    Gabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha Gabi eu não tive nenhuma dúvida! Para mim ficou claro tudo o que o autor colocou! Ele colocou uma invenção da menina encobrindo uma verdade, a verdade ela descobriu só no final, mas o leitor sabia o tempo todo. Ela inventou uma história totalmente fantasiosa, mas não foi sem motivo algum. Para mim ficou cristalino o limite entre a invenção e a verdade!

      Excluir
    2. Ficou meio confuso porque tentei escrever sem spoiler, para ler spoiler basta eu! Kkkkkkkkkkkk

      Excluir
  5. Ola Dani


    Fiquei mega curiosa .... com certeza meu proximo livro sera esse .. kkkkk

    Saber final antes do livro eh pessimo mesmo kkkkkkkkkkk

    Mas de vdd muuuuita vontade de ler ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Daiane, pode ler que eu garanto!! É um ótimo livro!! Só não procure saber o final antes de ler, tá? Hahaha

      Excluir
  6. Quero muitoooooooooo ler agora :D Submarino, please, volte a fazer com que o livro seja 9,00 XDDD

    http://travelingamongworlds.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir