Menu

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Resenha: Menina de Vinte

Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2009
Onde Comprar: Submarino - Saraiva
Classificação: (5/5) ♥

Sinopse: Lara Lington sempre teve uma imaginação fértil. Agora ela começa a se perguntar se está ficando maluca de vez. Meninas normais de vinte poucos anos não veem fantasmas, né? Pelo menos era o que ela pensava até o espírito da tia-avó Sadie, que foi uma jovem dançarina de Charleston com ideias avançadas sobre moda e amor, aparecer misteriosamente com um último pedido: Lara precisa localizar um colar que foi dela por mais de 75 anos. Só assim tia Sadie poderá descansar em paz. Além de encontrar a joia, Lara tem que lidar com probleminhas do dia a dia: a sócia foi curtir um romance em Goa, sua empresa está afundando e ela acabou de ser abandonada pelo homem “perfeito”. Nesta divertida história, Lara e Sadie são duas meninas de vinte bem diferentes que vão aprender a importância dos laços familiares e da amizade.


Se a primeira impressão é a que fica, Sophie Kinsella está bem na fita comigo. Isso porque Menina de Vinte, o primeiro livro da autora que leio, me impressionou, muito, superando todas as expectativas! Diferentemente da maioria dos leitores, chick lit e YAs lights passam longe de ser meu forte, tenho um enorme receio de ler algo do gênero. Mas por algum motivo (desconhecido) depois de muito analisar, me aventurei pelas páginas desse livro e não em arrependi da decisão. E aí vem a pergunta que não quer calar: Porque eu não li Menina de Vinte antes? A história de Lara e a hilária Sadie me conquistou totalmente! 

Tudo começa quando Lara, uma mulher em crise, inconformada com o fim do relacionamento  com o namorado Josh, que ela jura, é o amor de sua vida, quase falida, com sua empresa, L&N Recrutamentos executivos indo de mal a pior  é praticamente forçada a ir no velório de sua tia avó de 105, Sadie, que nunca conheceu. Em meio ao tédio daquele velório, um espírito de uma jovem, que parece ter vindo diretamente dos anos 20 lhe pede desesperadamente que pare o funeral,que não cremem seu corpo! Ela precisa do seu colar para descansar, e a única que pode lhe ajudar é Lara! Assustada, não acreditando que o espírito de sua tia avó morta está ali 80 anos mais nova lhe implorando por ajuda ela inventa uma mentira e consegue parar a tempo a cremação. Então Lara embarca numa busca ao lado de Sadie, que mais que uma jornada insana por um valioso colar, revela segredos, revela o passado  de alguém que ela nunca se dera ao trabalho de conhecer além de mudar drasticamente sua vida...

Esse foi o primeiro livro do ano e tenho certeza, um dos melhores. Com uma narrativa ágil e rápida que fica melhor ainda com o suspense sobre o colar e as dúvidas que vão surgindo ao longo da leitura, envolve o leitor do início ao fim, o faz ficar vidrado na história a cada momento. A mistura humor + sobrenatural também deu mais do que certo. Lara e Sadie formam uma dupla hilária! Lara, que é um pouquinho desequilibrada, se vê perseguida por uma fantasma pra lá de ousada, ativa, sedenta por diversão, tipo de mulher que vai lá e faz as coisas aconteceram! Uma figuraça, que ao lado da sobrinha neta passa pelas situações mais inusitadas! Elas são pura comédia juntas! Adorei a dupla, Sadie.

É por essas e outras que Menina de Vinte é um dos meus livros favoritos! Uma ótima supresa, chick lit super bem humorado, que mescla sobrenatural, suspense e ainda tem pitadas de drama e romance. Uma comovente, surpreendente e bem bolada estória,  que nos traz um pouco da charmosa cultura dos anos 20 e soube aproveitar o melhor que o tema tem a oferecer. Eu como uma viciada em vintage surtei com o banho de anos 20 que Sadie, uma verdadeira garota retrô dava sempre que aparecia! Um livro para ler, rir e até chorar, com uma estória e personagens únicos que  discretamente nos alerta sobre o valor da família, dos mais velhos e nos abre os olhos para a importância  de seguir em frente e viver sempre o hoje... Enfim, leitura obrigatória para 2012!

9 comentários:

  1. Sophie diva!!
    Tá vendo, ela encanta mesmo quem não curte tanto chick-lit! Por isso é minha diva mor do gênero!!
    Por abordar esse lado sobrenatural e vintage, Menina de 20 se diferencia dos outros livros dela, então eu não sei se você vai gostar tanto da história dos outros. Mas a narrativa dela é tão deliciosa e tão divertida que acho impossível desgostar, mesmo que não vire favorito!
    Preciso muito desse na minha estante *.*
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos me dizem a mesma coisa, que Menina de Vinte é o livro mais diferente dos outros da Sophie, mas mesmo assim adorei a forma com que ela escreve, não me deixou entediada momento nenhum!!! Adorei! E Mí, VOCÊ TEM QUE LER ESSE LIVRO AINDA NESSE MÊS MENINA!! Eu to indicando, um chick lit!! Pode saber que é bom mesmo!! rsrs

      Excluir
  2. Nossa fiquei com muita vontade de ler! Para mim Menina de Vinte era uma história infanto-juvenil que eu já tinha passado da idade de ler, rsrs. Mas pela resenha parece que há algo mais... vou me programar para lê-lo..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que eu te empresto Dani! É muito, mas muito bom! EU não imaginava que a história, que é super engraçada era tão legal assim... ainda tem o diferencial de ter um certo mistério no ar, segredos... amo amo amo!!

      Excluir
    2. Eu vou ler sim, depois pego com você ;)

      Excluir
  3. Se a primeira impressão é a que fica, Sophie Kinsella está bem na fita comigo [2]

    É impossivel não amar Menina de vinte!! É inacreditável como num mesmo livro a Sophie Kinsella conseguiu reunir drama, comédia, romance e um enredo totalmente perfeito! Sem nenhum clichê ou ponto realmente negativo!
    Acho que nunca ri tanto em um livro!!
    E você Geovanna??

    Beijo!
    Brenda Lorrainy
    cataventodeideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me surpreendi, porque tinha a impressão que chick lit era a mesma coisa! Só comédia e não, Menina de Vinte vai muito além e é super comovente, encantador, inteligente! REALMENTE AMEI! SOPHIE DIVA!!

      Excluir
  4. Adoro chick list,já li outros livro da Sophie Kinsella e umas das minhas autoras preferidas de chick list só perde para a Meg Cabot,tenho Menina de Vinte e adorei a historia tem tudo que uma historia precisa para me agradar,humor,drama, suspense e um romance logico gostei muito e um dos meus livros favoritos dela,que bom que vc gostou Geovanna.

    ResponderExcluir
  5. Chick Lit sempre é uma boa pedida, não é atoa que eu amo esse gênero.
    Pena que ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, pois afinal, os livros da Sophie Kinsella são um pouco carinhos, mas tem um porquê disso, já que quando a autora é reconhecida pelo seu talento deve ter um retorno merecido.

    Como da outra vez, amei sua resenha Gê! Quero ainda mais lê-lo!
    Beijos, @jeeh_castro.

    ResponderExcluir