Menu

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Resenha: Sociedade Secreta - Rosa e Túmulo

Autor: Diana Peterfreund
Editora: Galera Record
Ano: 2008
Onde Comprar: Submarino / Saraiva
Classificação: (3/5)

 Sinopse: Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Tudo muda quando se torna uma das primeiras garotas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida.

Em meio a uma literatura saturada de estórias clichês, onde desculpem, a maioria dos livros é uma figurinha repetida, em meio a uma tonelada de romances sobrenaturais, em high schools... Rosa e Túmulo inova  tratando de sociedades secretas, se passado na faculdade. Nele Amy Haskel vive tranquila e feliz como a redatora da revista literária da universidade, Eli, e tudo o que mais deseja e espera é ser chamadar pela Pena e Tinta, a sociedade que lhe trará bons contatos profissionais, quando ela recebe uma misteriosa convocação  logo se alivia, enfim entraria para a sociedade que tanto cobiçava, mas algo parece errado, a entrevista que lhe é feita não lembra nem de longe a P & T, só havia homens na sala, tudo é muito confuso e estranho. Não demora, Amy percebe que foi parar na Rosa e Túmulo, a sociedade mais famosa do campus, para não dizer do país, onde estão os maiores políticos, milionários, gênios. E porque, ela, foi escolhida? Depois de passar por um ritual de iniciação no mínimo bizarro ela é declarada oficialmente uma coveira e agora que é parte dessa irmamdade tem de cumprir com todos seus deveres e se preciso, sacrificar seus próprios interesses pela R & T: manter o sigilo, apoiar acima de tudo seus irmãos coveiros, além de ter de comparecer em todos os eventos e reuniões, e ai se houver falta! Seu conceito de tempo vago muda, tem de esquecer programinhas ao lado da colega de quarto e amiga Lydia e o quase-namorado fofo Brandon... Rosa e Túmulo passa a dominar a maior parte de seu tempo. As mudanças não param por aí, aparentamente ela faz parte da primeira turma de mulheres convocadas pela fraternidade, mas, será que isso agrada a todos? A resposta é...

        Por meio desta eu confesso: a resenha está grande, como  sempre! #SesentindoAmy

Como já disse, Rosa e túmulo fala sobre sociedades secretas e é pós ensino médio, a protagonista está na faculdade, é parte de uma sociedade, dois fatores que contribuiram muito para a fama do livro no Brasil e de fato, o torna interessante. Apesar de ser chick lit é um livro mais adulto, personagens, dramas diálogos,situações, tudos mais maduros. E acreditem, ele consegue tratar até de preconceito, maxismo sem ser forçado e cansativo. Nada de high school, nada de draminha chatos de adolescentes e garotas zero auto estima do tipo ai-como-sou-coitada-não-sou-popular. Amy é auto confiante, atrapalhada sem ser patética, faladeira, divertida. Resumindo, adorei! Certeza que é uma das  personagens mais #phodas que já li! Não me apeguei verdadeiramente em nenhum outro personagem, só em Malcom e Clarissa que me cativaram em partes por suas personalidades.

O livro tem o mesmo ritmo rápido, leve e engraçado e absolutamente delicioso de A música que mudou minha vida. Com diálogos inteligentes, trama jovem sem ser excessivamente teen considero Rosa e túmulo um bom livro e divertimento, mas nem por isso vou poupá-lo de minhas tradicionais alfinetadas. Vamos lá. Novamente acho que pecaram pela pouca estória, o livro não é pequeno, tem sei lá quantas páginas, muitas, só que a estória em si se passa num curto espaço de tempo, soa diversas vezes como enrolação. Me deixou querendo mais e mais, a autora poderia ter caprichado em diversos pontos e ter me saciado! O tema é criativo, assim como o meio/fim é bem legal porém sinceramente, poderiam ter sido melhor desenvolvidos. A grande imprensão que Diana me transmitiu é que esse primeiro volume é apenas uma introdução de Rosa e Túmulo, pois ele conta, conta, conta e ainda está no mesmo lugar. O maior acontecimento, que deu tanto trabalho para Amy (Bogaboo *risos*) e o clube da luluzinha (brincadeirinha)  foi praticamente explicado em um parágrafo! São muitos nomes para memorizar e lacunas ficam no ar: Lydia entrou para alguma sociedade? E a Rosa e Túmulo, é ou não um ícone do poder? Além de que sociedades secretas, assim, tão inseridas na vida das pessoas, universitários, tão normais, parte da rotina como no livro... não sei se acho muito real.

Que fique claro que gostei do livro mesmo depois desses pontos não tão positivos em R & T. De qualquer forma capturei o clima do livro que garante muitas risadas, nos presenteia com uma Amy hilária e um tema curioso, sociedades secretas, que ao contrário do que muitos possam pensar, não torna a leitura pesada, sombria, recheada com mortes, etc. Espero ler logo o segundo volume, Sob a rosa e torço para que esses erros já citados sejam corrijidos, pois a proposta de R & T é brilhante, falta aproveitá-la melhor. 


P.S. Amei a frase que vinha no início dos capítulos: "Por meio desta eu confesso..." e adorei o apelido da Amy na R & T, Bobaboo... fico gargalhando só de lembrar!

5 comentários:

  1. Parece ser bem legal o livro apesar de nunca tem ouvido falar dele,nossa ainda tem continuação e difícil um chick list tem continuação.

    ResponderExcluir
  2. Hey, Geovanna!

    Que lindo seu blog! Vc que fez o template?
    Eu tenho muita vontade de ler essa série, mas infelizmente vai demorar um pouco até que eu diminua a pilha de livros não lidos por aqui. Mas está na minha lista, é claro!

    Já estou te seguindo.

    Beijinho!

    www.universo-literario.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Geovanna!! tem selinho pra vocês lá no blog: http://emocoesempaginas.blogspot.com/2011/10/selinho-2.html

    espero que goste!
    Beijos, Camila - Emoções em Páginas

    ResponderExcluir
  4. Oi Gi!
    Sempre que vejo você empolgada com um chick-lit tenho certeza de que preciso lê-lo!
    Apesar dos pontos negativos (que acho que podem ser resolvidos nos próximos volumes), o livro parece ser bem original e muito agradável!
    Eu quero ler :D
    Adorei a resenha, gosto do seu humor ˆˆ
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Só pelo nome "Sociedade Secreta" a série me conquistou. rsrs
    Já li diversas resenhas falando muito bem desse livro, o que faz a minha curiosidade aumentar. xD
    Adorei a resenha.

    Bjs
    Gabi Lima
    http://livrofilmeecia.blogspot.com

    ResponderExcluir