Menu

sábado, 23 de julho de 2011

Resenha: Estigmas da Luz

Autor: Liana Cupini
Editora: Above Publicações
Ano: 2010
Classificação: (4/5)


SinopseEstigmas da Luz, narra as aventuras de dois irmãos gêmeos, Aurora e Tomas. Após a fuga de uma clínica médica, eles descobrirão que sua doença misteriosa é , na verdade um dom e que seus salvadores, um grupo conhecido como "Sentinela", esconde do mundo a verdadeira história celestial. Aurora é uma garota que apenas deseja ter uma vida normal, depois de ter passado os últimos dois anos internada em uma clínica para o tratamento de uma doença enigmática. Ela acorda de um sonho estranho, e se vê em um lugar diferente, uma ilha misteriosa cercada de desconhecidos. Seu irmão gêmeo, Tomas, que sempre se sentiu um prisioneiro na horrível clinica, vê naquela fuga a salvação, mas a reação da irmã ao descobrir seu plano é a pior possível e isso pode colocar tudo em perigo. Eles conhecerão Sarah, a chefe do Sentinela, que é apenas uma menina. E Gale, dono dos olhos verdes que guiaram a Aurora em seu sonho, e que logo conquista a amizade e confiança da garota. Mas nada naquela comunidade parece ser normal. Tomas terá que provar para a irmã que o impossível pode acontecer bem diante dos olhos dela, mesmo que ela ainda não consiga roubar as cores como ele. Segredos, mentiras e pecados por anos escondidos do mundo terão de ser revelados, agora que a luz foi despertada.


Estigmas da Luz conta a história de Aurora e seu irmão, Tomas, que são gêmeos inseparáveis. Logo no começo do livro, nos é apresentado o dom que esses irmãos têm. Tomas é capaz de "transformar-se" em qualquer pessoa e Aurora consegue "ler e ver" todas as memórias (e a cultura) de determinada pessoa. Mas para quê servem esses dons? Qual é o objetivo disso? 


No começo, aprisionados pelo Dr. Kuan, creem que estão doente, mas logo descobrem que na verdade eles são especiais e que esse médico só estava usando eles. A partir daí, Aurora (Lola) Tomas vão morar na Ilha da Padma, juntamente com os nefilins (filhos de anjos e humanos) que os salvaram. Nesse meio tempo, Tomas consegue desenvolver seu dom, mas Aurora não se sente bem na Ilha e quer voltar para sua casa, no Brasil.


Antes disso, Aurora apaixona-se por Gale (não só ela, porque eu também me apaixonei, rs), um nefilim que esconde muitas segredos e mistérios. Mas quando Lola volta para o Brasil é que começa a acontecer toda a reviravolta do livro. Lola então vê-se aprisionada novamente, mas logo descobre que nem tudo é o que parece. Encontra apoio com seu amigo de longa data, Yuki. A história gira ao redor das "placas" (o que não é muito bem explicado no livro, mas esse ainda é o primeiro da série Luz e Escuridão), então os nefilins estão atrás dessas placas, pois elas detêm um grande poder.

O livro é muito fácil e gostoso de ser lido, com uma linguagem bastante simples (li em apenas 2 dias). O único ponto negativo que encontrei é que o livro apresenta alguns (ou muitos, dependendo do seu grau de exigência) erros de formatação, digitação e até gramaticais. Mas nada que atrapalhe a leitura. Fiquei com muita vontade de saber o que acontecerá nos próximos capítulos e livros, mal posso esperar.

P.S.: Eu sempre torço para os personagens "errados" (leiam e entenderão do que eu tô falando, rs).

                                                               Resenha de : Priscilla Duhau

4 comentários:

  1. Olá,

    Priscilla, eu gostei da sua resenha, não me leve a mal. Mas é meu dever te aconselhar em um aspecto. Eu não sou a maior entendida de resenhas, mas a sua me pareceu mais um resumo com um comentário do que uma resenha mesmo, entende? Precisaria desenvolver mais. Por que não deixa a sua crítica permear o resumo? Preenche as lacunas, viu?

    Abraços!

    Ana Carolina Nonato
    Seis Milênios

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha! Estou com vontade de ler esse livro, haha.

    Tem selinho para você no meu blog: http://wakeupthe-world.blogspot.com/2011/07/selinho-01.html

    ResponderExcluir
  3. Por uma das minhas pesquisas do Google descobri o blog por está resenha, e desculpe-me dizer mais faltou um pouco mais da parte crítica da resenha. Gostei do livro, mais um que entra pra minha lista.

    Jesimiel | @cadernorepicado
    http://cadernorepicado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Jesimiel...obrigado pela crítica...repassarei a resenhista!

    ResponderExcluir