Menu

terça-feira, 5 de julho de 2011

Blogueiro da vez: Entrevista Íris Figueiredo



E quem estréia a coluna Blogueiro da vez é uma blogueira! A carioca Íris Figueiredo dona do blog Literalmente Falando, bookaholic assumida, contista e escritora e marinheira de primeira viagem, aceitou nosso convite e veio fazer uma visitinha na nossa seção sendo a blogueira da vez de Julho! A entrevista está incrível! Confira:

Garota das LetrasÍris, quem te acompanha sabe, você é uma leitora assídua, e quando surgiu esse amor pelos livros?
Íris - Desde sempre! Meus pais também são leitores assíduos e nossa casa conta com um acervo de mais de mil livros (arrisco dizer que ultrapassamos dois mil). Das duas uma: ou eu amaria muito ler - meu caso - ou odiaria! A primeira coisa que meu pai comprou quando soube que minha mãe engravidou foi um livro desses de história para bebê! Nada de sapatinhos, um livro. Fico cercada de livros desde que me entendo por gente.

Garota das Letras:O Literalmente Falando é referência na blogosfera literária. O que você acho disso?Você esperava que ele tivesse tamanha repercussão?
Íris - Fico honrada quando dizem que meu blog é uma referência ou exemplo, porque ele é um espaço meu, informal e onde escrevo o que penso sobre o que leio. Por isso, é difícil encará-lo como referência. Eu sei que ele tomou proporções maiores do que eu esperava e hoje encaro de forma mais séria. Consegui trabalhos por causa dele e espaço em lugares inimagináveis. Encaro com profissionalismo, porque tem me gerado algum retorno, mas ainda é um espaço meu e não consigo ver tão grande quando me dizem que é algumas vezes.


Garota das Letras:E como surgiu a ideia de criá-lo?
Íris A ideia foi do meu pai. Tive blogs antes, era blogueira do Tudo de Blog da Capricho em 2007 e antes já havia saído em revistas por causa de blogs anteriores. Mas meus blogs nunca duravam muito tempo e eram sobre assuntos extremamente pessoais. Até pouco tempo atrás, blogava-se por blogar, falava-se o que bem entendia e nunca era muito relevante. Eu acabei cansando e fui fazer outras coisas. Quando acabei o Ensino Médio e estava de férias, esperando para entrar na faculdade de Jornalismo, meu pai me sugeriu criar um novo blog sobre livros. Estava lendo mais do que o normal e ele me disse: "porque não cria um blog sobre livros"? No início de 2009 eu tinha tentado criar um blog sobre livros, mas não durou um post. Pensei que com esse fosse assim também e só criei para meu pai não me encher o saco, pensando em deletar logo depois. Deu certo e estamos aí!


Garota das Letras: Você é estudante de jornalismo, pode se dizer que os livros influenciaram sua decisão?
Íris Pode-se dizer que sim. Escolhi jornalismo por gostar de escrever e nunca descobriria minha paixão pela escrita sem os livros. Mas também sempre gostei de ler jornais, assistir telejornal e imitar a Fátima Bernardes.


Garota das Letras: Recentemente um conto seu foi publicado pela Draco no livro "Meu amor é um anjo", como surgiu a oportunidade de ser uma das contista?  E como foi autografar?
Íris O Erick (editor da Draco) leu um conto meu que eu escrevi há dois anos atrás que acabou se perdendo por aí. Ele gostou do conto e veio me procurar, convidando para participar da antologia. Depois de escrever e passar pela edição, o livro ficou pronto e foi uma grande emoção ver meu texto ali no meio. E autografar foi mágico. Eu tive vontade de rir porque tenho dificuldades em me levar a sério, a profissão de escritor para mim ainda é algo que coloco em um pedestal. Não me considero escritora, sou só alguém que gosta de escrever. Dar autógrafos é coisa de gente importante, eu fazendo isso parecia uma piada. Treinei durante semanas minha assinatura, eu fazia isso quando era criança. Quando a primeira pessoa me pediu para autografar o livro, fiquei nervosa e não sabia onde escrever, o que escrever... Mas é uma emoção muito grande, sensação de trabalho finalizado. Agora está aí para quem quiser ler e opinar!


Garota das Letras: Falando nisso, seu primeiro livro sai agora no segundo semestre, conte-nos mais sobre ele.
Íris Ele conta a história da Mel, que é nova mas desesperada para encontrar seu amor de verdade, já que seus namoros sempre dão errado. Depois de quase ser assaltada no sinal de trânsito e salva por um cara lindo de morrer, ela começa a divagar sobre seu herói do sinal. A história é bem divertida e vai além disso, mas não posso contar para estragar a surpresa! Acho que existe um pouco de Melissa em todas nós.




Garota das Letras: Que dicas você dá a quem tem vontade de escrever?
Íris - Escrever! É a única forma que você chega a maturação. Um autor que já escreveu mil livros vai sempre aprender mais um pouco escrevendo o milésimo primeiro. Escreva bastante e só busque uma publicação quando você tiver certeza que quer aquilo e que está pronto, e ainda assim, não espere ser aclamado de cara. Procure amigos de verdade, que saibam dizer "isso está ótimo" ou "isso está horrível" com a mesma sinceridade. Nem tudo que você escreve é bom para ser publicado. Eu terminei dois livros antes de escrever esse, milhares de contos, crônicas e vários livros abandonados no início ou quase no final. Escreva, releia, seja crítico, observe o mundo e as pessoas. Você terá um bom material. Escreva sobre o que você conhece. Pelo menos é assim que eu procuro fazer e tem dado certo.

Garota das Letras:Qual seu gênero literário preferido? Existe algum autor que você considera "essencial"? Que nunca cansa de lê-lo?
Íris Eu gosto de tudo, difícil escolher. Mas ficção científica e distopias que abordem temas políticos são coisas que eu nunca vou me cansar. Li e assisti várias coisas no gênero e ainda continuo procurando a cada dia, minha lista só cresce e não consigo abandonar essee gênero.


Garota das Letras:Vejo sempre no LF alguma coisa sobre o Clube do Livro, como funciona? Qual era a sua intenção ao criá-lo?
Íris - É uma reunião entre amigos. Nos reunimos uma vez ao mês para debater um livro, que todos leem. A intenção era ler algo além de YA e incentivar as pessoas a buscarem os clássicos, que são referência e não é à toa. A ideia é mostrar que eles podem ser divertidos sim. É só ler e chegar no lugar da reunião para conversar.


Garota das Letras: Para quem se interessou no Clube, qualquer um pode participar? Se sim, quando e onde será a próxima reunião?
Íris Todos que moram em São Gonçalo e Niterói podem participar. Enviem e-mail que eu explico melhor:literalmentefalando@live.com


Garota das Letras: Se você pudesse escolher um personagem para sua amiga e um para ser seu namorado, quem seria?
Íris - Que pergunta difícil! Acho que para amiga eu escolheria a Cyd de Pão-de-Mel porque ela tem muito em comum com minhas amigas ou a Gabi de Fazendo Meu Filme, porque me identifico muito com ela. Para namorado? Finnick Odair de Jogos Vorazes!


Garota das Letras:Qual é a sua opinião sobre a polêmica que envolve os YA books, de ser ou não ser literatura relevante?
Íris - Acho inútil discutir a relevância - ou irrelevância - dos YA books quando isso tem levado muita gente a se interessar pela leitura. Os livros tem princípios neles que podem ser aproveitados, são divertidos e ainda ajudam aos leitores se interessarem por outras coisas - como a galera do Clube, que só foi buscar os clássicos que eram lidos por obrigação na escola por causa dos YA Books. Nada que é forçado é bom, os YA books são lidos por vontade própria e fazem os leitores irem além! Jovens nunca leram tanto como atualmente. É idiotice ficar brigando por relevância literária, coisa de gente chata e que não tem o que fazer.

Muito linda ela! Amo seu trabalho. Foi super atenciosa e simpática. Quem saber mais sobre a Íris? Então entra aqui : Literalmente falando  twitter: @iris_figueiredo . Pessoal a coluna está aprovada? Gostaram da entrevista? Comentem! Blogueiro da vez volta em Agosto com mais um super Blogueiro! Aguardem...

9 comentários:

  1. Seguindo seu blog siga o meu tb!
    http://anime-daiki.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ótima entrevista! Nem sabia da trajetória da Iris, rs. Acho que vc estava fadada ao sucesso, hein? Muito legal mesmo!

    Beijos às duas! ^^

    ResponderExcluir
  3. Entrevista ótima, Geovanna!
    E eu adorei o seu blog, sério mesmo. Você escreve muito bem, principalmente considerando a idade que você tem (conheço gente com o dobro da idade que não escreve nem 1/3 tão bem)!
    Eu não comento normalmente nos posts, mas pode deixar que vou sempre dar uma passada aqui^-^

    (E a Iris é sempre fofa s2 por isso ela é minha hermana, ahahahah)

    ResponderExcluir
  4. Ahhh adorei o convite! Fiquei tão feliz de ser entrevistada :D Seu blog tá uma graça *-* Amei!

    ResponderExcluir
  5. Suuper top a entrevista! ^^

    Adoorei!


    Poderia ajudar na campanha?
    http://migre.me/5c3jo

    Obrigado! õ/

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Desculpa-me por usar o seu espaço, mas a intenção é divulgar a literatura nacional e acho que tem tudo haver com o seu blog. ☺

    Continuo na árdua tarefa de conseguir uma editora para publicar a obra INUTAOSHI – A presa do lobo ( http://www.clubedeautores.com.br/book/42848--INUTAOSHI ).

    Hoje dois blogs iniciaram uma campanha para atrair uma editora para o livro. Queria saber se o seu Blog e o grupo de blogueiros que o seguem poderiam me ajudar com essa campanha adicionando o banner “eu apoio a publicação de inutaoshi” no seu site, de acordo com as orientações da página:

    http://livroseatitudes.blogspot.com/2011/07/campanha-novo-autor-parceiro-robson-m.html?showComment=1309987009054#c3812289307757072007

    ou

    http://seismilenios.blogspot.com/2011/07/resenha-inutaoshi-presa-do-lobo-ramp.html


    Mais uma vez muito obrigado pela ajuda e pelo comprometimento com a literatura nacional!!!

    Atenciosamente:

    Robson André

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Recebi o convite pra visitar o blog e aqui estou. Adorei a entrevista, só tenha certeza de checar erros gramaticais antes de postar ^^
    A coluna é mt interessante e valoriza o blogueiro, o que eu amei kk Boa sorte com seu blog, e visite o blog em que escrevo: guriaquele.blogspot.com :D
    Sempre temos umas suuuuuuuuper promos rolando lá!

    Beijos

    Ps.: Não CREIO que ela escolheu o Finnick *-* Eu AMOOOOOOOOOOO ele, seria uma das minhas primeiras escolhas pra namorar kk Quase choro só lembrando dele :x

    ResponderExcluir
  9. aa adorei a entrevista ! A Iris é uma fofa ! Não conhecia toda história dela!

    ResponderExcluir