Menu

quinta-feira, 27 de junho de 2013

As adúlteras da literatura



Adultério. Um assunto que desde a antiguidade gera ódio, tragédias e mesmo depois de tanto tempo não deixou de ser tabu. Como não podia ser diferente o tema rendeu ótimos livros. Autores inspirados, imitaram a vida e escreveram verdadeiras obras primas. Clássicos, a seguir, as maiores e mais memoráveis adulteras da literatura! Confira!


Capitu - Dom Casmurro

Quem nunca ouviu aquela famosa frase? " Olhos de cigana oblíqua e dissimulada? " Pois saiba que ela se refere á Capitu, uma das mais famosas, importantes e intrigantes personagens da nossa literatura. Machado de Assis a mais de um século falecido ainda assim continua a mexer com a cabeça de leitores com seu eterno mistério atemporal: Capitu traiu ou não o marido? A mulher que desde menina se mostra sensual, manipuladora e dissimulada, mais tarde é culpada ou vítima nas mãos de Bento, que por sua vez, desde sempre inocente, dado a fantasiar as coisas, ciumento, realmente foi traído por aquela que mais amou, ou é um velho amargurado que armara um adultério em sua mente frágil? 

Não  há resposta para a questão. Resta a nós ler, admirar, refletir sobre o genial e brasileiríssimo Dom Casmurro e suas personagens complexas. Em 2008 a Globo exibiu uma minissérie, Capitu, em homenagem ao centenário da morte de Machado ( a qual eu amo e já falei aqui no blog )  vale a pena conferir, pura arte! O eterno drama com ares teatrais!




 Emma - Madame Bovary

A trágica história da sonhadora camponesa Emma, casada com o pacato Charles Bovary é outra que conquistou e abalou a sociedade! Entediada com sua vida sem grandes atrativos ao lado do marido médico, cansada da mesmisse, fascinada pelo luxo, ela busca em amantes, preencher o vácuo de sua existência. Dominada por paixões proibidas, pelo consumo desenfreado, perde a razão e cada vez mais se afunda em dívidas, acaba morrendo, incapaz de enfrentar o caos de sua vida, deixando uma filha desamparada e um marido, traído e ainda assim apaixonado. Considerada uma das maiores obras da literatura francesa Madame Bovary causou, rendeu ao autor Flaubert um processo por atentar contra a moral, a religião. Não é de se surpreender que assim como outras obras desinibidas o livro tenha chocada uma época tão puritana e conservadora.


Anna Karenina    

A história gira em torno de Anna Karenina, uma mulher da aristocracia da Rússia Czarista que parecia ter tudo, o dinheiro, o status, beleza, o filho amado mas sente-se vazia  e por isso envolve-se com o complico Conde Vronski. Traindo o marido, gerando terríveis consequências! Aclamado clássico russo de Tolstoy, intenso, dramático, retrato perfeito daquela época que já foi várias vezes para o cinema, inclusive com Vivien Leigh como Anna em uma das versões. Em 2012 saiu uma badalada e luxuosa nova versão da história, com Keira knightley. Um dos primeiros filmes dessa crescente onda de adaptações de clássicos! Confira o trailer:




Gostaram? Conhecem outras adúlteras literárias? Qual sua opinião sobre elas? Comentem! No momento estou viajando mas no sábado volto e respondo todos os comentários!

4 comentários:

  1. Adorei o post e adorei a minissérie Capitu! Também sempre adorei Dom Casmurro e morro de vontade de assistir esse novo filme de Ana Karenina! Muito interessante! :)

    Beijinhos - Ana Freitas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! A minissérie é uma obra de arte né! Eu adoro também, acho que o Machado foi genial, até hoje NINGUÉM conseguiu desvendar o mistério de Capitu, e o livro foi lançado em 1900! O.o

      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  2. Simplesmente amei o post e o blog! Parabéns ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho fofa, tudo aqui é para vocês leitores!

      Excluir